Promoção!

Claraboia

Claraboia: O título veio a mim como um ato de serendipidade, de acaso bom. A palavra me abraçou e eu não pude ficar de braços cruzados, abracei-a também.
Como o significado diz “abertura no alto das edificações destinada a permitir a entrada de luz”, assim foi a poesia em minha vida: uma fresta de luz.
Infância, adolescência, adultescência, aqui estou e carrego comigo minhas poesias, que são tudo aquilo que não fui capaz de dizer em voz alta. Calei-me com palavras escritas, mas acho que disse tudo, disse melhor.
O livro está dividido em quatro partes, compostas de nomes que remetem às horas do dia de acordo com a Liturgia das Horas da Igreja Católica: Laudes (manhã), Noa (tarde), Vésperas (fim de tarde) e Completas (Noite). As poesias ou escritos sem nome, sem definição – como o leitor preferir chamar – foram selecionadas para compor cada parte de acordo com o grau de luz ou de escuridão do momento em que foram escritas. Escritos de toda uma década, desde poesias escritas aos dezessete, ou agora aos vinte e seis, misturadas em um só livro.

R$ 45.00 R$ 40.00

Detalhes do Livro

Peso 0.200 kg
Dimensões 23 x 16 x 23 cm
Editora

Thoth

Idioma

Português

ISBN

978-85-94116-02-4

Sobre os Autores

Rafaela Ghacham Desiderato

Rafaela Ghacham Desiderato

Nasceu e cresceu em Assis-SP. Desde pequena rascunha poesias e escritos breves, tornando-se amante dos livros e da leitura. Aos 18 anos se mudou para Londrina-PR para cursar Biblioteconomia na Universidade Estadual de Londrina, cidade que alterou a rota de sua vida. Com o diploma em mãos, mudou-se para Joinville-SC, onde vive atualmente.

Claraboia: O título veio a mim como um ato de serendipidade, de acaso bom. A palavra me abraçou e eu não pude ficar de braços cruzados, abracei-a também.
Como o significado diz “abertura no alto das edificações destinada a permitir a entrada de luz”, assim foi a poesia em minha vida: uma fresta de luz.
Infância, adolescência, adultescência, aqui estou e carrego comigo minhas poesias, que são tudo aquilo que não fui capaz de dizer em voz alta. Calei-me com palavras escritas, mas acho que disse tudo, disse melhor.
O livro está dividido em quatro partes, compostas de nomes que remetem às horas do dia de acordo com a Liturgia das Horas da Igreja Católica: Laudes (manhã), Noa (tarde), Vésperas (fim de tarde) e Completas (Noite). As poesias ou escritos sem nome, sem definição – como o leitor preferir chamar – foram selecionadas para compor cada parte de acordo com o grau de luz ou de escuridão do momento em que foram escritas. Escritos de toda uma década, desde poesias escritas aos dezessete, ou agora aos vinte e seis, misturadas em um só livro.

Sumário

Laudes
Olá, poesia!
Para meu amor
Domingo
Uma canção para vivermos mais
Bem querer
Sopro
Os pássaros e as notas da minha janela
A véspera de aniversário
Primavera
Bis de limão
A receita do bolo xadrez francês azul
Um pouco sobre o que move o seu ser
Inventário das coisas felizes
Ser mulher
Taking a walk on the wild side
O pincel
Ode ao vinho
Nuvem

Noa
Viver de rir
Ahn, o café
Haicai
Sujeitos
Sobre a perfeição
Chuva
Eternizar
Thé
Hey, vento
Quiçá
Arte
Saída
Cobrança
Fantasia
As gotas de Marvin
Caminhadas da vida
Fatal
O círculo
Blá
VERdade
Casualidade
O ciclo eterno
Espera
T

Vésperas
Zigue-zague
Humano
Trem das oito
Traiçoeira
Homem torto
Edifício, é difícil
Fábrica de roteiros
O último cigarro
As bananas
Mesa de bar
Dia de cão
Confiança
Confiança
Um brinde agridoce
Costurar
Robinson Crusoé
Novo, já
Sede
Suborno
Insônia

Completas
Segredos da meia noite
A visita
Garçom
Conversa a dois
Chuva de tempestade
Medo
Liberdade (im)possível
Fragilidade
Cão
Quem é você?
Alambique
Saudoso José
Desabafo
Meu poema sujo
Brilho
Marcha lenta
Frenético
Espinhos