Editora Thoth nas redes sociais:

     

Triste Fim de Policarpo Quaresma & O Homem Que Sabia Javanês: Nacionalismo e Estelionato

R$ 55,00
Adicionar ao Carrinho Adquirir E-book

*Previsão de envio a partir do dia 05/09/2021


Com “O triste fim de Policarpo Quaresma” e “O homem que sabia javanês”, ambos do escritor Lima Barreto, continuamos nossa “Coleção Literatura para Juristas”. No volume 3, publicamos, do mesmo autor, “O Cemitério dos Vivos”, no contexto das relações entre razão e loucura, concomitantemente a “O alienista”, de Machado de Assis. No presente volume exploramos os temas do ufanismo e da mentira, ou também nacionalismo e estelionato. 

“O triste fim de Policarpo Quaresma” revela-nos um ufanismo despropositado, que transcende para o ridículo, não fosse a pureza e a redenção do personagem. “O homem que sabia javanês” mostra-nos a astúcia do personagem central, desprovido, no entanto, de qualquer referência ética. Trata-se de um explorador da boa-vontade e da fé alheias. Comete, como veremos, estelionato cultural, propondo-se a lecionar uma língua que não dominava.

Categorias: ,
Tags: ,
Autores: Arnaldo Sampaio de Moraes Godoy , Bruno Fuga

*Previsão de envio a partir do dia 05/09/2021


Com “O triste fim de Policarpo Quaresma” e “O homem que sabia javanês”, ambos do escritor Lima Barreto, continuamos nossa “Coleção Literatura para Juristas”. No volume 3, publicamos, do mesmo autor, “O Cemitério dos Vivos”, no contexto das relações entre razão e loucura, concomitantemente a “O alienista”, de Machado de Assis. No presente volume exploramos os temas do ufanismo e da mentira, ou também nacionalismo e estelionato. 

“O triste fim de Policarpo Quaresma” revela-nos um ufanismo despropositado, que transcende para o ridículo, não fosse a pureza e a redenção do personagem. “O homem que sabia javanês” mostra-nos a astúcia do personagem central, desprovido, no entanto, de qualquer referência ética. Trata-se de um explorador da boa-vontade e da fé alheias. Comete, como veremos, estelionato cultural, propondo-se a lecionar uma língua que não dominava.

SOBRE OS ORGANIZADORES


APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO


APRESENTAÇÃO “O TRISTE FIM DE POLICARPO QUARESMA” E “O HOMEM QUE SABIA JAVANÊS”

Referências


Triste Fim de Policarpo Quaresma

PARTE PRIMEIRA

I - A lição de violão

II - Reformas radicais

III - A notícia do Genelício

IV - Desastrosas consequências de um requerimento

V - O bibelot


SEGUNDA PARTE

I- No Sossego

II - Espinhos e flores

III - Golias

IV - “Peço energia, sigo já” 

V - O trovador


TERCEIRA PARTE

I - Patriotas

II - Você, Quaresma, é um visionário

III - ...E tornaram logo silenciosos

IV - O Boqueirão

V - A afilhada


O Homem Que Sabia Javanês

Conto O Homem Que Sabia Javanês

ISBN 978-65-5959-113-8
Dimensões 23 x 15.5 x 3
Tipo do Livro Impresso
Páginas 314
Edição 1
Idioma Português
Editora Editora Thoth
Publicação Agosto/2021
  1. Arnaldo Sampaio de Moraes Godoy
    É livre-docente em Teoria Geral do Estado pela USP e doutor e mestre em Filosofia do Direito e do Estado pela PUC-SP. Tem MBA pela FGV-ESAF e pós-doutorados pela Universidade de Boston (Direito Comparado), pela UnB (Teoria Literária) e pela PUC-RS (Direito Constitucional). Professor e pesquisador visitante na Universidade da Califórnia (Berkeley) e no Instituto Max-Planck de História do Direito Europeu (Frankfurt).
  2. Advogado e Professor. Doutor em Processo Civil pela PUC/SP. Mestre em Direito pela UEL (na linha de Processo Civil). Foi aluno especial do mestrado da UEL no curso de Filosofia e Letras. Pós-Graduado em Processo Civil (IDCC). Pós-Graduado em Filosofia Política e Jurídica (UEL). Membro da academia londrinense de letras (cadeira n.º 32). Coordenador da pós-graduação em Processo Civil do IDCC. Foi presidente e membro fundador da comissão de processo civil da OAB de Londrina. Conselheiro da OAB de Londrina. Membro ABDPro, IBDP e IDPA.

Acessar Conta



Esqueceu sua senha?

Esqueceu sua senha?

Digite seu e-mail abaixo para iniciar o processo de recuperação de senha.


}